Sejam bem vindos ao site sobre a Bíblia do ponto de vista místico e esotérico

Informações a respeito de cabala cristã, martinismo, arqueologia bíblica, interpretações, textos místicos e assuntos relacionados



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Adão criado do pó de Marte

Adão criado do pó de Marte



“23 Observei a terra, e eis que era (seria) sem forma e vazia; também os céus, e não tinham a sua luz.
24 Observei os montes, e eis que estavam tremendo; e todos os outeiros estremeciam.
25 Observei e eis que não havia homem algum, e todas as aves do céu tinham fugido.
26 Vi também que a terra fértil era um deserto, e todas as suas cidades estavam derrubadas diante do Senhor, diante do furor da sua ira.” (Jeremias 4: 23-26)

A terra era (seria) sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas (Gênesis: 1:2)

                Pesquisando autores judeus e místicos sobre a Bíblia, eis que encontrei um brasileiro chamado Misha’El Yehudá, que muito me impressionou com suas teorias e jogos de palavras feitas na Bíblia, códigos e descobertas. Sobre essas passagens ele diz que a Terra não foi criada imperfeita, e que o verbo está no futuro e não no passado, na passagem do Gênese. Com base na gematria, cálculo feito com passagens da Bíblia e mais comentários de sábios, como o caso do Zohar, ele desvenda uma série de passagens antes nebulosas.
            Primeiro que Adão não era humano, não no sentido de ser igual a nós corporalmente. Ele tinha um corpo de queratina, segundo esse autor, e ainda antes tinha um corpo de espécie de luz, uma veste bio-luminescente que possibilitava viagens pelo universo, sem necessidade de aviões ou foguetes. Foi assim Adão o primeiro astronauta. Na queda teria assim perdido essa vestimenta e se escondido dentro da Árvore das Vidas, que na verdade era a Lua (Yesod). Mas esse Adão não foi feito do pó da Terra, mas sim de marte, pois esse planeta se chama Adamah.
            Sobre a passagem em Jeremias, se fala de um planeta habitado pelos anjos, pois eles foram criados no 5° dia e alguns se rebelaram, seguindo Samael, que não é outro que aquele que nós cristãos chamamos de Lúcifer. Esse anjo e outros habitavam planetas, e entre um deles estaria Astera, e outro Marte, que teria sido este sim banido e se tornado um deserto, conforme Jeremias. Pela queda de asteróides assim havia ocorrido, e apenas restando às pirâmides construídas pelos anjos, pois são sua marca arquitetônica (homens não construíram imensas pirâmides). Alguns desses seres habitam o centro desses planetas, sendo que o Jardim do Eden estaria no centro do nosso.    
            Vemos assim que esse autor segue uma tendência atual que é usar de misticismo tradicional, como no caso do Zohar e da Gematria, bem como a astronomia e astrofísica combinados a ufologia. E que os anjos são mais reais que muitos imaginam. Mas Adão teria assim em sua queda habitado o corpo de homens pré-históricos e comido o pão com suor do seu rosto. Antes dessa teoria, pra mim parecia estranho um homem de terra vermelha, uma vez que aqui não vemos muito desse solo. E de onde teria caído? De Marte parece ser uma resposta mais recente com nossos conhecimentos. O que vale é que a Bíblia possui toda a ciência, inclusive a física quântica, e que as descobertas humanas apenas vão confirmando os saberes de místicos judeus e outros, como Einstein.

3 comentários:

  1. Mariano Soltys: gosto da mística e do esoterismo por fazer conexões inusitadas e extremadas. Mas, a mística, como toda conexão fodástica, padece daquilo que é sua qualidade: não ser palpável ou passível de verificabilidade. Parabéns pelo texto, o Senhor Deus o abençoe. Precisamos sugar mais da cultura judaica. Ela é o complemento natural da filosofia. Nada melhor e mais integral do que um filósofo rabínico ou um rabino filosófico. CLÉVERSON ISRAEL MINIKOVSKY

    ResponderExcluir